Xerostomia




A boca seca – conhecida, na área da Saúde, como xerostomia – é causada pela diminuição na produção de saliva.

Acomete, tanto com intensidade como duração variável, um grande número de pessoas e suas causas podem variar consideravelmente.

São exemplos de causas:

  • A idade avançada (com o passar da idade, as glândulas salivares podem atrofiar).
  • O efeito colateral de certos medicamentos, tais como anti-hipertensivos, antidepressivos, tranqüilizantes, anti-histamínicos e anticolinérgicos.
  • Hábitos e vícios, como o alcoolismo e a ingestão de alimentos ricos em cafeína.
  • A Síndrome de Sjögren, na qual o organismo da própria pessoa reage contra as glândulas salivares.
  • A diabete mellitus, na qual a boca seca é um achado freqüente.
  • Cânceres na região de cabeça e pescoço (as pessoas que são tratadas com radioterapia podem ter suas glândulas afetadas permanentemente pela radiação).
  • Problemas psiquiátricos (certas psicoses e estados de ansiedade podem causar falta de saliva).
  • Doenças congênitas: existem pessoas que nascem sem as glândulas salivares (agenesia congênita.).

Porque a saliva é tão importante?

    A saliva tem papel importante na formação do bolo alimentar, favorecendo a digestão e deglutição; proporciona uma lavagem físico-mecânica, facilitando uma melhor movimentação da língua e demais músculos; atua na proteção da mucosa da boca; controla a microbiota bucal; estabelece e mantém o pH do meio, atuando no processo da cárie dental.
O que a boca seca pode causar?
Cáries, candidíase (doença fúngica), doenças gengivais e infecções nas glândulas salivares.

Quais são os sintomas da xerostomia?

Em função da falta de saliva, o indivíduo pode ter mal hálito, dificuldades para falar e engolir, intolerância a próteses, dor na língua, perda do paladar e alteração de voz.

Como  tratar?

Com o avanço da idade, a saliva parece manter-se exatamente a mesma. Havendo tecido salivar viável, o tratamento da xerostomia deve buscar o aumento da produção da saliva através de algumas medidas como o uso de balas e chicletes sem açúcar;  uso freqüente de bebidas sem açúcar; não ingerir bebidas carbonadas; utilização de saliva artificial;
Quando a xerostomia for provocada por algum medicamento, o tratamento deve buscar a eliminação, redução ou substituição da droga.

Luciana Torres, CD
 

©2010 Luciana Torres - Direitos Reservados